Como conseguir um emprego depois da faculdade

COMPARTILHE
Primeiro emprego

Ao sair da faculdade, nos deparamos com um grande desafio: conseguir o primeiro emprego. Em um mercado de trabalho cada vez mais concorrido, apenas a qualificação não é mais suficiente.

Todos os semestres pessoas se formam em diversas áreas, e para conseguir aquele trabalho dos sonhos você precisará se destacar. Mas como ter destaque em meio a tantos candidatos?

Terminei a Faculdade, e agora?

Após anos de aulas, trabalhos, apresentações, projetos e noites em claro, você concluiu seu curso. Missão cumprida!

Nesta transição entre “ser estudante” para “profissional formado” muitas pessoas ficam ansiosas para encontrar logo um emprego.

Junto com o orgulho e o alívio, vem a expectativa de começar uma carreira e uma vida fora do campus, que também traz uma boa dose de ansiedade.

Se você terminou a faculdade e está procurando um emprego, há uma série de estratégias que podem compensar a falta de experiência e facilitar a sua entrada no mercado de trabalho.

Acompanhe as dicas e saiba por onde começar.

Cursos Extracurriculares

É importante estar sempre se aperfeiçoando e adquirindo conhecimento. Você pode fazer cursos dentro da área de estudo ou até mesmo fora, como uma forma de aperfeiçoar e complementar a sua formação.

Esses cursos te deixarão mais preparado para o mercado de trabalho. Você pode encontrá-los online, em diversas plataformas gratuitas ou com preços bastante acessíveis, e também participar de cursos que a própria faculdade costuma oferecer na instituição de ensino.

Veja Também: Cursos Online de Redação Gratuitos

Cursos extracurriculares
Mesmo após terminar a faculdade é importante investir em capacitação e aperfeiçoamento.

Lembrando que os cursos de línguas se incluem nessa lista, e muitas empresas já exigem o inglês como requisito básico.

Outros idiomas também são válidos, para escolher quais você deve aprender, procure pesquisar onde as empresas em que deseja trabalhar atuam, pode ser um grande diferencial quando estiver em uma seleção.

Projetos Acadêmicos

Se envolver em projetos de pesquisa pode te ajudar a se destacar na busca por um emprego. Sua participação demonstra que está comprometido com o curso, e que deseja se aprofundar em determinada área de conhecimento.

As empresas buscam pessoas engajadas e fazer um projeto de pesquisa exige dedicação, persistência e foco, qualidades que são muito importantes no mundo corporativo.

Experiências internacionais

Você já pensou como um intercâmbio pode te ajudar a conseguir um emprego? Em um mundo tão globalizado e dinâmico as empresas buscam cada vez mais um profissional ativo e flexível.

Uma experiência em outro país pode demonstrar sua capacidade de se adaptar a novos ambientes, resolver problemas sozinho e buscar desafios.

Além dessas características serem desenvolvidas, você tem a oportunidade de aperfeiçoar o idioma nativo do país que visitar e se tornar fluente na língua.

Veja Também: Preparação para uma entrevista de emprego em inglês

Os cursos de aperfeiçoamento, pós-graduação e extensão internacionais também são muito bem vistos pelos empregadores, pois demonstra que você está atualizado e melhor preparado para os desafios do mercado.

Estágios e Freelancers

Essas oportunidades devem ser agarradas quando aparecerem. O estágio geralmente é a principal porta de entrada de pessoas inexperientes em grandes empresas. Ele contribui significativamente com a sua formação e já conta como uma experiência inicial.

Estágio
O estágio é uma das melhores maneiras de iniciar a carreira. Você pode ganhar experiência e desenvolver seu networking.

Mas se você não fez ou não teve oportunidade de fazer estágio na área que deseja, pode apostar nos “freelas” como uma ótima opção.

Além de conseguir um primeiro contato com o mercado sendo freelancer, assim como no estágio, você tem a oportunidade de fazer networking que vale ouro nos dias de hoje!

Currículo perfeito

O seu currículo é, na maioria das vezes, o contato inicial que a empresa tem com você, e acredite, um currículo mal feito pode te eliminar da seleção em questão de segundos.

Ele é responsável pela primeira impressão que a empresa tem em relação a você, e sabe aquela expressão “a primeira impressão é a que fica“?

Cuide para que seu currículo tenha as informações necessárias para o cargo em questão. Cursos, projetos, experiências, tudo deve estar muito bem organizado.

Você pode inserir também seu objetivo e informações sobre seu perfil profissional, mas tente não exagerar para mais ou para menos.

O objetivo dessas informações é demonstrar que você tem perfil para vaga, e não que está desesperado. Na dúvida pesquise modelos na internet, ou deixe de fora essas informações.

A foto também é opcional, mas caso esteja em busca de uma vaga que exige uma boa apresentação pessoal, como em vendas por exemplo, vale a pena colocar. Procure por fotos sem exageros, muita maquiagem, boné e óculos não são bem vindos, o importante é que seja uma foto natural.

Uma última dica sobre o currículo: vale a pena ter mais de um currículo para vagas de perfis diferentes.

Desta forma você filtra as informações que são realmente importantes para determinada seleção e não deixa seu currículo muito extenso. Algumas empresas costumam descartar até mesmo profissionais qualificados demais para determinada vaga.

Veja mais dicas sobre elaboração de currículo neste link.

Fui chamado para a entrevista, e agora?

Podemos dizer que o mais difícil você conseguiu, que é chegar na frente do entrevistador. Agora você precisa se preparar bem, para ser “o escolhido”.

Primeira entrevista de emprego
Prepare-se para a entrevista de emprego. Faça uma lista de suas conquistas profissionais e tente saber mais sobre a empresa.

Existem alguns aspectos que são avaliados e devem ser pensados com zelo:

Como se vestir para a entrevista

Escolha roupas que te deixem confortável. Não use bermudas, saias ou shorts curtos e blusas muito abertas. Você não está indo para uma festa, então é importante que seja no mínimo uma roupa casual.

Uma calça legging com sapatilha e uma blusa lisa caem bem para as mulheres. Para os homens uma calça jeans com uma blusa social ou polo pode ser suficiente.

Mas preste atenção: você precisa avaliar a escolha de acordo com o cargo que se candidatou. Se quiser ser chamado para trabalhar em uma empresa de alto nível, para um cargo de executivo, vale a pena investir em uma roupa mais social, e dependendo até mesmo em um terno.

Cuidado com a postura

O entrevistador irá avaliar sua postura durante a entrevista, evite cruzar os braços e as pernas pois isso demonstrará que está na defensiva ou nervoso.

Procure fazer movimentos leves e sorrir. As pessoas têm uma tendência a serem mais amigáveis com quem sorri.

Mantenha a coluna ereta e tente olhar nos olhos de quem estiver conversando com você, isso passará mais confiança.

O celular fica no silencioso e deve ser evitado durante todo o tempo que estiver no processo, você pode estar sendo avaliado mesmo antes de ser chamado para a conversa com o gestor.

Saiba como responder às perguntas

Seja objetivo nas respostas mas não precisa ser seco. Fale sobre suas experiências e procure sempre entender onde o entrevistador quer chegar com a pergunta que ele fez.

Nem sempre ele quer descobrir se você tem experiência, ele pode querer saber como lidou com situações, se gostava do que fazia e o que você quer para o futuro.

Perguntas na entrevista de emprego
É um erro não perguntar nada ao entrevistador. Quando chega o momento da famosa pergunta “Tem alguma dúvida?” você deve aproveitar e tirar todas suas dúvidas sobre a empresa e a vaga.

As perguntas “Quais são seus pontos positivos?” e “Quais são seus pontos negativos?” também são muito comuns, então pense sobre isso e tenha um discurso em mente.

Afinal, para muitas pessoas são perguntas difíceis de responder, e você não vai querer ser pego de surpresa. Tente não falar demais e não seja contraditório.

Veja Também: As perguntas mais comuns em entrevistas de emprego

Concluindo

Por último, é importante ressaltar que você deve estar confiante. Hoje em dia grandes empresas avaliam muito mais o perfil comportamental do que a experiência.

Possivelmente você irá se deparar com perfis comportamentais durante os processos seletivos, e isso tem um motivo: é muito mais fácil a empresa te ensinar um trabalho do que mudar seu perfil ou moldar seu comportamento.

Então busque ser sincero consigo e com a empresa para que encontre um trabalho com o qual realmente se identifique.

Aproveite as dicas anteriores e seja proativo em relação à vaga que deseja, busque o contato direto com o RH ou com a consultoria responsável pela seleção e não deixe de se atualizar sobre a empresa antes de se candidatar a uma vaga de emprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *