Início » Profissões » Profissões para pessoas criativas

Profissões para pessoas criativas

Ilustração sobre criatividade

As opções de profissões para pessoas criativas vão muito além das artes e design. Afinal, profissionais de várias áreas de atuação utilizam diariamente a imaginação e a criatividade no trabalho.

Mas para alguns perfis, a criatividade é uma habilidade essencial. Seja para contar uma história ou para desenvolver um aplicativo, profissões do campo criativo envolvem muita imaginação, bagagem cultural e autenticidade.

Então, se você tem interesse em atuar numa área criativa, veja 8 profissões para pessoas que gostam de criar e ter novas ideias no trabalho.

Características das carreiras criativas

As profissões criativas possuem algumas características que podem determinar a escolha da carreira.

Algumas delas são:

  • Profissões criativas são mais flexíveis: Profissionais criativos podem ser contratados ou freelancers. Além disso, muitos podem seguir um horário mais flexível.
  • Trabalhos criativos exigem colaboração: Muitas vezes profissionais criativos precisam trabalhar em conjunto com profissionais de outras áreas. Então, saber trabalhar em equipe é uma habilidade importante.
  • Carreiras criativas são desafiadoras: Trabalhar numa área criativa requer novos pensamentos, mudanças rápidas e prazos acelerados.

Melhores profissões para quem gosta de explorar a criatividade

As profissões na área criativa geralmente exigem formação em Comunicação, Marketing, Jornalismo ou Design.

Mas isso não é uma regra. Dependendo do cargo e da empresa, é possível conseguir uma oportunidade tendo apenas experiência. Além disso, ter um bom portfólio pode ajudar muito.

A verdade é que as pessoas criativas se destacam em qualquer profissão. Entretanto, algumas profissões dependem mais da criatividade.

Portanto, nestes casos, é possível desenvolver a criatividade ainda mais.

Então, para ajudar você a decidir qual carreira seguir, selecionamos algumas profissões para pessoas criativas. Veja a lista a seguir!

1. Publicitário

Um publicitário trabalha na criação de campanhas para promover produtos, serviços e marcas.

Para isso, esse profissional precisa entender o público-alvo e o objetivo da empresa.

Além disso, um publicitário pode revisar e aprovar materiais criativos para impressão e internet. Quem deseja seguir esta área, deve ter criatividade para transformar os desejos do cliente em propaganda.

Um gerente de publicidade também acompanha e monitora os resultados das campanhas.

Para seguir essa carreira, o ideal é fazer um curso de graduação em Publicidade e Propaganda.

Salário médio: R$ 8.438,00.

2. Designer gráfico

Profissionais dessa área costumam ter formação superior, como Artes Visuais ou Design Gráfico. Eles são responsáveis por comunicar ideias através de recursos visuais.

Ou seja, com o auxílio de ferramentas específicas, um designer gráfico produz imagens, vídeos e cria identidades visuais.

Além disso, esse profissional participa no planejamento e desenvolvimento de anúncios, elaboração de animações e criação de conceitos para marcas.

Sendo assim, um designer gráfico pode atuar como ilustrador, animador e diretor de arte para diversas empresas. Por exemplo, produtoras, agências de publicidade, gráficas, ONGs e setor público.

Para ser um designer gráfico, estudar e se dedicar é fundamental. Por isso, saber usar softwares de edição de imagem é uma habilidade fundamental para quem deseja trabalhar na área.

Salário médio: R$ 2.156,00.

3. Designer de interiores

Designers de interiores trabalham com planejamentos de espaços, como casas, clínicas, empresas e indústrias.

Além disso, eles podem se especializar em tipos específicos de projetos. Por exemplo, projetos comerciais ou sustentáveis.

Mas, acima de tudo, um designer de interiores sempre levará em consideração os gostos do cliente. Seu trabalho é unir a funcionalidade de um espaço, a estética e o orçamento do cliente.

Designers de interiores podem trabalhar em colaboração com outros profissionais, como arquitetos, mestres de obras, construtores e engenheiros.

Aliás, sempre atuam utilizando programas de computador ou esboços manuais. Por isso, para seguir nessa área é aconselhável fazer um curso superior.

Salário médio: R$ 2.574,00.

4. Gerente de marketing

Como é um cargo de alta posição, para ser um gerente ou diretor de marketing é preciso ter um curso de graduação em Marketing. Especializações ou pós-graduação também são bem-vindos nessa área.

O dia a dia desse profissional é criar planos de marketing e estratégias para atingir as metas da empresa. Isso inclui a criação de uma demanda por produtos ou serviços de uma empresa.

Além disso, um gerente de marketing estabelece as políticas, identifica mercados-alvo, monitora campanhas e sua eficácia e trabalha com equipes de publicidade.

Salário médio: R$ 7.135,00.

5. Jornalista

O jornalismo é outra escolha de carreira para pessoas criativas. Esse profissional trabalha diretamente com notícias, seja para jornais impressos, portais de notícias ou TV.

Pessoas que pretendem seguir carreira nessa área, costumam ter uma boa compreensão sobre a escrita criativa. Além disso, sabem explorar “quem, o que, quando, onde e o porquê” em cada história.

Salário médio: R$ 4.414,00.

6. Desenvolvedor web

Um desenvolvedor web trabalha com a criação de sistemas para a internet, como sites, portais ou aplicações web.

Em alguns casos, esse profissional é o responsável por toda a estrutura de um site. Ou seja, ele planeja, desenvolve e dá manutenção. Além disso, podem monitorar e acompanhar o desempenho de uma aplicação.

Profissionais dessa área costumam ter graduação em tecnologia, como Sistemas de Informação, Ciências da Computação ou Tecnólogo em Web Design.

Também conhecido como web developer ou programador, um desenvolvedor web pode se especializar em uma área de atuação, como front-end ou back-end.

Salário médio: R$ 2.532,00.

7. Redator

Um redator pode trabalhar para agências de publicidade e marketing ou diretamente para empresas.

Esse profissional é responsável por aplicar princípios de marketing, com textos criativos que acompanham elementos visuais em artigos, anúncios, vídeos e outros tipos de conteúdo.

Muitos redatores atuam como freelancers. Não é obrigatório ter uma graduação, mas o ideal é que o redator tenha pelo menos um portfólio atrativo.

Além disso, quem deseja seguir esta carreira deve buscar aperfeiçoamento constante através de cursos.

Salário médio: R$ 2.564,00.

8. Editor de vídeo

Usando softwares de edição de vídeo, esses profissionais organizam imagens de vídeo para contar uma história ou transmitir informações.

Eles podem colaborar com operadores de câmera, produtores e diretores. Também podem ajudar na visão geral para a produção, técnicas de filmagem e edição necessárias para melhorar uma cena.

Além disso, muitos editores de filmes e vídeos possuem graduação em Audiovisual ou Rádio e TV.

Mas uma compreensão clara das câmeras digitais e conhecimento em softwares de edição de vídeo são características importantes para conseguir um emprego na área.

Alguns exemplos de softwares utilizados por esse profissional são Adobe Premiere, After Effects e Final Cut.

Salário médio: R$ 2.125,00.

Pessoas criativas devem seguir carreiras criativas?

Você tem o talento de imaginar e criar coisas novas? Sempre cria soluções inovadoras para os problemas? Então o melhor é aproveitar isso e seguir uma carreira criativa.

Na maioria dos casos, pessoas criativas não gostam de fazer a mesma coisa todo dia. Numa situação assim, elas se sentem entediadas e podem perder a motivação.

Por isso, se você tem criatividade e quer aplicar isso no trabalho, a melhor alternativa é buscar uma profissão que ofereça essa possibilidade.

Se você tem certeza que quer fazer algo criativo mas tem dúvidas sobre qual carreira seguir, uma dica é fazer um teste vocacional.

Isso dará a você mais segurança na hora de escolher a carreira ideal.

Para finalizar, vale lembrar que para crescer nas profissões que listamos, é preciso mais do que criatividade.

Por exemplo, investir em conhecimento, saber trabalhar em equipe e desenvolver suas habilidades interpessoais são alguns itens importantes.

Dessa forma, você será valorizado no mercado, não só pela criatividade, mas também pelo seu conjunto de conhecimentos e habilidades.

COMPARTILHE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.