Veja como construir seu personal branding

Imagem ilustrando os benefícios do personal branding

Quando consumimos produtos e serviços de uma empresa é porque, de alguma forma, nos identificamos com essa marca.

Hoje em dia, essa identificação vai muito além da qualidade dos itens vendidos. Ela também está relacionada à imagem a empresa vende.

Isso nos mostra como somos ligados por sentimentos. Por isso, a construção de um personal branding é tão importante. Mas o que seria isso? Vamos explicar logo a seguir.

O que é personal branding?

Personal branding é a forma como você monta e transforma a sua personalidade e qualidades, como pessoa, em uma marca própria.

Isso quer dizer que cada um dos seus pontos fortes devem estar em evidência e precisam ser trabalhados, para, assim, mostrar competência.

O objetivo do personal branding é diferenciar um profissional de seus concorrentes.

Um bom exemplo de personal branding é o empreendedor Elon Musk. Sabia que o perfil do empresário tem mais seguidores do que os perfis de suas empresas?

Isso porque as pessoas querem seguir outras pessoas, e não marcas. Afinal, procuramos identificações com outras pessoas. E isso normalmente não acontece com uma empresa.

Diferença entre personal branding e marketing pessoal

Muita gente confunde personal branding com marketing pessoal. Mas apesar de ambos os conceitos pertencerem ao mesmo universo, há diferenças.

O personal branding é responsável por compartilhar a essência da sua marca pessoal e criar conexões com o seu público.

Por outro lado, a missão do marketing pessoal é ajudar na construção dessa marca. O objetivo é atrair e se comunicar com esse público.

Enquanto o personal branding está relacionado à gestão da marca pessoal, o marketing pessoal faz outras pessoas acreditarem em você (lembra da expressão “saber se vender”?).

Importância do personal branding para a carreira

De forma resumida, o personal branding é importante para a carreira porque ele aumenta sua visibilidade.

Ou seja, ao construir uma marca pessoal, você terá mais chances de crescimento. Afinal, outras pessoas indicarão você para novas oportunidades.

Mas cuidado, construir uma marca pessoal não é o mesmo que autopromoção. Na verdade, é uma estratégia para que as pessoas enxerguem você em decorrência da imagem que passa.

Simplificando, autopromoção é quando você fala sobre si mesmo, enquanto que personal branding faz com que as pessoas falem sobre você.

Richard Branson é um bom exemplo de marca pessoal
O personal branding traz um diferencial para todo profissional, independente do cargo ou da área de atuação.

Dicas para desenvolver seu personal branding

Então, agora que você já conhece a importância do personal branding para sua carreira, chegou o momento de criar sua marca pessoal. Confira as dicas:

1. Invista no autoconhecimento

A base do personal branding é usar suas qualidades e sua personalidade para construir uma marca. Mas como fazer isso sem se conhecer?

Muito simples: autoconhecimento. O primeiro passo para construir uma marca pessoal forte é se conhecer.

Saiba quem você é, quais são seus gostos, suas experiências e histórias da sua vida que te marcaram.

Uma forma de facilitar esse processo é usando e respondendo as quatro perguntas a seguir:

  • Qual é a sua missão pessoal?
  • Qual é o seu principal objetivo na carreira?
  • O que você deseja acrescentar ao mundo e como seu trabalho pode ajudar nisso?
  • Quais são suas principais competências e habilidades, e como elas podem te auxiliar na sua carreira?

Saber as respostas para essas perguntas já é um bom começo para a construção da sua marca pessoal.

2. Procure saber como as pessoas te enxergam

Conseguiu responder todas as perguntas do tópico anterior? Então agora você se conhece melhor.

Mas será que as pessoas à sua volta te enxergam com os mesmos olhos que você?

Por isso, é sempre bom buscar feedback daqueles que são próximos a você. Isso ajuda muito na construção da sua marca.

Eles são capazes de revelar qual é o seu valor para quem está perto de você.

Outra dica para colher essas informações é pesquisar sobre si próprio na internet, de forma anônima.

Descubra quais são os pontos de destaque relacionados aos seus perfis nas redes sociais.

3. Conheça seu público-alvo

Construir sua marca está diretamente ligado ao fato de você querer compartilhar o seu ponto de vista com as pessoas que se identificam com ele.

Mas como falar com esse público, se você não sabe quem eles são? Aqui entra a pesquisa de público-alvo.

Por exemplo, se você é um empresário, deve falar para um grupo de pessoas. Mas essa comunicação só é eficiente quando sabemos quem eles são.

Somente assim você descubrirá qual linguagem, tom e canais ideias para atingir esses indivíduos.

O mesmo se aplica no ambiente de trabalho. O seu público pode ser seus colegas, seus gestores e até mesmo os clientes da empresa.

COMPARTILHE

1 Response

  1. Itamar 04/08/2021 / 22:54

    Ter uma boa marca pessoal faz toda diferença no mercado de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *