Diferença entre feedback e crítica

COMPARTILHE
Diferença entre feedback e crítica

Você sabe qual a diferença entre feedback e crítica? É muito importante saber diferenciar estes dois conceitos na hora de ter aquela conversa profissional.

Saber criticar e ser criticado é fundamental para o desenvolvimento profissional, mas também é importante entender que feedback não é crítica.

Neste artigo iremos explicar o que cada um significa e quais as diferenças entre feedback e crítica.

O que é feedback?

O feedback é uma avaliação que pode ser realizada para um profissional, empresa, resultado ou grupo.

Ele serve para apontar os pontos negativos e positivos de uma determinada situação ou pessoa de maneira construtiva e não necessariamente negativa.

O feedback pode ser positivo, sendo apenas para esclarecer como foi aquela atividade realizada. Portanto, o feedback é uma excelente ferramenta para alcançar resultados melhores.

Veja Mais: Importância do feedback para a carreira

O que é uma crítica?

A crítica é uma forma de julgar alguém ou algo, sendo geralmente acusatória ou até agressiva.

Ela sempre vem com um ar de julgamento, de apontar um erro sem sugestão de correção. Uma crítica pode ofender ou ridicularizar uma pessoa ou uma situação.

Alguns defendem o uso da crítica como algo construtivo, mas é importante considerar que ela só será construtiva quando for dada junto com sugestões de melhorias.

Qual a diferença entre feedback e crítica

É extremamente importante saber diferenciar uma crítica de um feedback.

O motivo é simples: quando interpretamos um comentário como uma crítica, fica mais difícil absorver algo construtivo.

O feedback serve para deixar alguém ciente de uma atitude ou trabalho realizado, seja este positivo ou negativo. O objetivo é ajudar no desenvolvimento da melhor maneira possível.

Por outro lado, a crítica expõe a pessoa ou a situação, e não vem com nada positivo.

É apenas a posição de alguém sobre um determinado assunto, sem importar com a forma de falar ou o que a pessoa que receberá a crítica irá sentir.

A principal diferença entre os dois conceitos é que feedback é uma forma de dizer e motivar e a crítica é uma pressuposição negativa sobre algo.

Muitos profissionais precisam de feedback para saberem se o trabalho está indo bem ou não.

Por isso a importância do feedback vai muito além de falar sobre pontos de melhorias. Ele serve para indicar ao profissional se está no caminho certo ou não.

Veja Também: Como desenvolver a liderança empática

Tipos de Feedback

Existem 3 tipos de feedback:

  1. Positivo: aquele que busca dar ao funcionário seu devido mérito pelo trabalho, como um reconhecimento pelo esforço;
  2. Negativo: onde é necessário apontar os erros e comportamentos inadequados no local de trabalho;
  3. Construtivo: no caso, esse é semelhante ao positivo, porém, vem com estratégias que melhorem ainda mais o desempenho do funcionário.

E as formas de dar um feedback são:

  1. Por email: pode correr o risco de ser lido e interpretado de maneira errada;
  2. Por telefone: pode ser útil, porém o tom de voz errado ou interrupções podem atrapalhar a conversa;
  3. Pessoalmente: a melhor forma, pois está olho no olho com a pessoa. Assim, caso algo seja entendido erroneamente pode ser esclarecido imediatamente.

Como transformar crítica em feedback?

Você precisa ter cuidado para que seu feedback não seja entendido como uma crítica.

Então, para não ficar nenhuma dúvida. você pode seguir estas dicas.

1. Fale com clareza

Saiba muito bem o que vai falar e o motivo de estar falando isso.

Sendo assim, você não pode ter dúvidas da sua posição sobre a pessoa ou assunto. O feedback deve ser dito com clareza.

2. Seja objetivo

Seja objetivo e diga o que quer que saia daquela conversa, qual a solução, qual a melhor opção e qual o objetivo do feedback.

Por exemplo: “eu quero que você responda os clientes em até 1 hora” ou “você precisa retornar as ligações em até um dia“.

3. Saiba como falar

Conheça a pessoa que irá receber o feedback, pois isso é muito importante. Afinal, nem todos têm capacidade de compreender facilmente as coisas.

O tom de voz pode ser considerado agressivo, até um olhar pode ser interpretado como julgamento por parte de quem ouve você falar.

Você precisa ser firme e profissional, mas também tem que saber falar com a pessoa.

4. Prepare-se para o feedback

Tenha em mãos as soluções previamente preparadas e busque com a pessoa sugestões para melhorias.

Assim, além dela enxergar suas falhas, ela pode ajudar a encontrar uma solução para mudá-las.

5. Use um checklist

Você pode usar uma técnica chamada Pontos Positivos e Melhorias, onde pode fazer um checklist dos principais pontos positivos da pessoa.

Em seguida, pode incluir os pontos de melhoria para que ela possa melhorar seu desempenho.

6. Saiba como falar dos pontos negativos

Você já sabe: ninguém gosta de crítica. Por isso, você pode transformar uma crítica em um feedback negativo.

Nesse caso, a ideia é listar os pontos negativos. Mas não esqueça de dar soluções para a pessoa melhorar, além de criar um plano de ação.

Essas foram as principais diferenças entre feedback e crítica e as dicas de como transformar um comentário de maior julgamento em algo mais construtivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *