Início » Entrevista de Emprego » Como falar dos pontos fracos na entrevista de emprego

Como falar dos pontos fracos na entrevista de emprego

Falando de pontos fracos na entrevista

O que falar sobre pontos fracos na entrevista de emprego está entre as principais dúvidas dos candidatos à uma vaga. Essa é uma insegurança muito comum.

Os candidatos têm medo de serem mal interpretados na resposta. Afinal, ninguém quer mostrar seu ponto fraco e acabar perdendo a oportunidade de emprego.

Por isso, para se destacar dentre os demais candidatos, é preciso saber falar dos seus pontos fracos. Pensando nisso, reunimos algumas dicas para ajudar você a responder esta pergunta na entrevista.

Por que o recrutador pergunta sobre pontos fracos?

O processo seletivo é a oportunidade que a empresa tem para conhecer os candidatos.

Portanto, o recrutador fará diversas perguntas na entrevista para avaliar como o candidato se comporta quando se sente pressionado, quando fala de si mesmo, quando pensa no futuro e muito mais.

No caso da pergunta sobre pontos fracos, o recrutador quer saber como você se auto-avalia e se você é sincero em sua avaliação.

A sinceridade e a forma como cada pessoa se vê são informações importantes para o recrutamento de um bom profissional.

Como identificar os pontos fracos?

Antes de identificar os seus pontos fracos é preciso saber o que são pontos fracos.

Embora você se lembre de defeitos ao ouvir esse tipo de pergunta, saiba que ter um ponto fraco não é o mesmo que apresentar um defeito.

Como o próprio termo sugere, ponto fraco é algo que você precisa melhorar, aprender ou aprimorar.

Mas isso não precisa ser necessariamente um aspecto da sua personalidade, como é o caso do defeito.

Sendo assim, faça uma análise sobre coisas que você pode melhorar e que vão contribuir para sua carreira.

Então você poderá citar esse item a melhorar como ponto fraco ao responder essa pergunta.

Por exemplo: não dominar o inglês, não ter uma especialização ou estar iniciando no mercado de trabalho são boas respostas.

Como responder à pergunta “Quais os seus pontos fracos?” na entrevista

Embora pareça algo difícil, você verá que responder quais são seus pontos fracos é algo fácil e que ainda pode te ajudar a conquistar a vaga de emprego.

Para tirar essa dúvida, veja a seguir 7 dicas de como responder.

1. Seja honesto e sincero sempre

Você pode não querer admitir uma falha, mas saiba que a sinceridade e a honestidade são aspectos valorizados no ambiente de trabalho.

Em todo caso, você deve ser sincero e honesto ao responder essa pergunta.

Lembre-se que a intenção do recrutador é saber exatamente o quanto você é sincero em admitir aquilo que ele mesmo já notou ao longo da entrevista.

2. Tenha cuidado com o que você vai dizer

Você deve ser honesto, mas não precisa listar todos os seus defeitos, falhas e aspectos que precisam ser melhorados.

A forma como você diz também tem grande impacto sobre a falha apontada.

Além disso, evite frases que podem prejudicar você na entrevista, como “meu defeito é ser perfeccionista“.

O melhor é ter cuidado ao admitir suas fraquezas sem comprometer a entrevista.

Por exemplo, nunca diga que você é incapaz, desorganizado ou que não é merecedor da vaga.

3. Pense naquilo que você poderia melhorar como profissional

Uma ótima forma de identificar seus pontos fracos é pensando no que você poderia melhorar como profissional.

Por exemplo, fazer uma especialização em determinada área, aprender uma nova língua e assim por diante.

Nesses exemplos, os pontos fracos poderiam ser: “meu ponto fraco é ter me dedicado pouco em aprender novas línguas, mas tenho me esforçado mais para mudar isso“.

Você notou algo importante? Na frase acima, ao invés de simplesmente falar que não sabe outro idioma, você pode dizer que está se esforçando para corrigir esse ponto fraco.

4. Comprometa-se a mudar, aprender ou melhorar

Mais do que reconhecer que você tem um ponto fraco, o recrutador espera que você tenha uma estratégia para melhorar, mudar ou aprender.

Por isso, ao responder sobre seus pontos fracos comprometa-se a fazer algo para mudar isso.

Por exemplo, se você admitir que seu ponto fraco é ter pouca experiência profissional, você pode comprometer-se a realizar projetos, trabalhos voluntários e outras atividades que permitam colocar em prática seus conhecimentos.

5. Não caia nos clichês sobre pontos fracos

A maioria dos candidatos ainda cai nos clichês mais comuns sobre pontos fracos, tais como: sou muito sincero, sou honesto demais, sou muito exigente, sou perfeccionista, entre outros.

Dar uma resposta clichê para uma pergunta sobre pontos fracos causa uma má impressão e mostra que você não está comprometido ou não se conhece.

Portanto, deixe os clichês para seus concorrentes. Quase todos os recrutadores já ouviram essas respostas, então faça valer essa oportunidade para exaltar sua honestidade como profissional.

6. Converta seu ponto fraco em algo positivo

Não tem jeito, quando você precisar falar sobre pontos fracos terá que admitir suas fraquezas como profissional.

Contudo, você pode transformar esses aspectos ruins em algo positivo.

Ou seja, você pode mencionar que esse ponto fraco é uma ótima oportunidade para aprender tal coisa, desenvolver determinada habilidade, promover o autoconhecimento, entre outras coisas.

Por exemplo, se você admitiu que seu ponto fraco é não ser muito comunicativo, você pode explicar que esse ponto fraco tem sido um propulsor para que você aprenda a se comunicar adequadamente.

Explique que mais do que se comunicar, você quer aprender a ser um bom comunicador.

Nesse exemplo você também poderia dizer que esse ponto fraco te fez ser um bom ouvinte e que você consegue absorver rapidamente aquilo que lhe é falado.

7. Admita apenas suas falhas como profissional

Uma entrevista de emprego deve ser sempre sobre sua vida profissional. Portanto, ao responder sobre seus pontos fracos considere seus aspectos profissionais e nunca sua vida pessoal.

O recrutador quer saber como você se auto-avalia profissionalmente, pois ele contratará um profissional e não precisa saber mais do que isso.

Sendo assim, mantenha a conversa profissionalmente sem mencionar qualquer falha em sua vida pessoal, financeira ou outra área que não esteja relacionada a sua carreira.

Exemplos de pontos fracos para você usar na entrevista

Ainda não ficou claro para você como falar dos seus pontos na entrevista? Então veja alguns exemplos práticos.

Exemplo de ponto fraco comportamental: “Tenho dificuldade em dizer NÃO no trabalho

Se você sempre ajuda seus colegas ou nunca diz ‘NÃO’ para um pedido do chefe, mesmo quando está cheio de tarefas, então esse pode ser um bom exemplo de ponto fraco.

Como já vimos, deixe claro que está tentando resolver esse problema. Afinal, acumular muitas tarefas pode prejudicar seu desempenho.

Se você está fazendo uma entrevista para um cargo de liderança ou vendas, melhor não usar esse exemplo.

Exemplo de ponto fraco técnico: “Meu nível de inglês está abaixo do que gostaria

Esse exemplo pode ser usado se a vaga em questão não exige um nível avançado do idioma.

Assim como nos outros exemplos, você deve deixar claro que está trabalhando para corrigir este ponto fraco.

Por exemplo, você pode dizer que está fazendo aulas de inglês e que em alguns meses terá um nível de fluência mais avançado.

COMPARTILHE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.