Inteligência emocional é mais valorizada que QI

COMPARTILHE
Importância da inteligência emocional

A inteligência emocional é mais valorizada do que o QI (quociente de inteligência) no ambiente de trabalho.

Foi o que indicou um levantamento realizado pela CareerBuilder, empresa de recursos humanos.

De acordo com o estudo, 71% dos executivos de RH priorizam a inteligência emocional na hora de contratar um funcionário.

A porcentagem é ainda maior no que diz respeito à promoção de cargo. Neste caso, 75% dos participantes da pesquisa são mais propensos a valorizar o funcionário que lida melhor com as emoções.

Os resultados mostram que 59% dos recrutadores não contratariam um profissional com QI elevado e baixo quociente emocional (QE).

Para os empregadores, os candidatos com inteligência emocional conseguem manter a calma sob pressão.

Além disso, sabem resolver conflitos efetivamente, têm empatia com suas equipes, lideram pelo exemplo e tomam decisões de negócios mais bem pensadas.

Já os diretores de RH destacaram alguns comportamentos e qualidades das pessoas com alto quociente emocional.

Alguns exemplos são:

  • Aprender com os próprios erros;
  • Controlar as emoções durante discussões;
  • Apresentar argumentos bem pensados;
  • Ouvir mais do que falar;
  • Demonstrar boa vontade sob pressão.

A pesquisa foi realizada com 2.662 pessoas, nos Estados Unidos.

Veja Também: Inteligência emocional no trabalho

A importância da inteligência emocional

A inteligência emocional é habilidade para controlar as próprias emoções, reagir de forma adequada aos colegas e manter relacionamentos.

Na vida profissional a inteligência emocional pode fazer uma grande diferença. Afinal, nós passamos boa parte do nosso tempo no trabalho.

Temos que conviver com pessoas completamente diferentes. Isso sem falar na pressão do dia a dia.

Essa competência ajuda a controlar impulsos que podem prejudicar o clima interno.

Além disso, a inteligência emocional é fundamental para lidar com os conflitos cotidianos e resolução de problemas na equipe.

A inteligência e as competências técnicas são ativos importantes para todo profissional. Mas quando uma oportunidade de emprego ou promoção está em jogo, as habilidades interpessoais são decisivas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *