Educação a distância: O que é e qual sua importância

COMPARTILHE
Educação a distância

A educação a distância, também chamada de EAD ou ensino a distância, é uma modalidade de ensino na qual os alunos não precisam frequentar um local físico para o estudo, como uma sala de aula ou laboratório.

Por isso, esse tipo de ensino só é possível com a utilização de tecnologias que permitem a comunicação, didática e acesso à educação de forma online.

Quer saber mais sobre como a educação a distância funciona, quando surgiu e quais são as legislações que cuidam do assunto? Veja a seguir todas as informações mais importantes sobre o tema.

O que é educação a distância?

A educação a distância é um tipo de ensino regulado através de uma legislação específica no país.

Trata-se da modalidade educacional onde alunos e professores não precisam estar fisicamente no mesmo ambiente de estudo.

Portanto, a educação a distância permite que os alunos possam estudar em casa ou em outro local sem precisar ir até a instituição de ensino.

A modalidade de ensino a distância é mais comum para faculdades e universidades. Contudo, há implementação da educação a distância em diversos níveis da educação, como cursos técnicos, profissionalizantes, universitários e até mesmo na educação básica de crianças, jovens e adultos.

Em todo caso, esse tipo de ensino só é possível com a utilização de tecnologias próprias para informação e comunicação dos alunos e professores.

Neste processo, são utilizados ferramentas que permitem a comunicação, como chats e chamadas de vídeo, e que permitem o acesso a informação, como softwares específicos, apostilas, planilhas e outros itens.

Portanto, essa metodologia torna a aprendizagem muito mais dinâmica, pois o aluno pode estudar quando e onde quiser a partir de um ambiente virtual.

Isso é possível através de videoaulas gravadas, aulas ao vivo pela internet, conteúdos digitais e várias outras formas.

Todavia, trata-se de um método revolucionário que já tem se tornado cada vez mais comum no ensino brasileiro.

Por meio deste método, é possível conectar professores, tutores e alunos em várias regiões do país, desde que o acesso à internet seja fácil.

Como surgiu essa modalidade de ensino?

Embora o sistema EAD pareça algo moderno e recente, há registros do ensino a distância desde 1728, quando cursos eram realizados por correspondência.

Naquela época, o ensino era bem diferente, pois não havia todos os recursos tecnológicos como existem atualmente.

Além disso, o foco do ensino daquela época era os cursos profissionalizantes. Já nos dias atuais, pode-se aprender muitas coisas a distância, inclusive graduação e até especializações.

Contudo, algumas características dos cursos por correspondência ainda são vistos no EAD que estamos acostumados. Por exemplo, a separação temporal e física entre estudantes e professores.

O primeiro relato de um curso por correspondência ocorreu em Boston, nos Estados Unidos. Na época, Caleb Phillips ensinava Taquigrafia para alunos de todo o país com materiais entregues semanalmente através do correio.

Com o tempo, esse mercado foi evoluindo e na Alemanha surgiu o primeiro curso de idioma EAD no ano de 1856.

Não demorou muito para que diversos países passassem a utilizar o método como uma alternativa para levar conhecimento às pessoas mais distantes dos polos de ensino.

Foi a partir de 1990 que os cursos passaram a ser realizados por computador. E pouco tempo depois, o acesso começou a ser feito pela internet.

EAD no Brasil

Aqui no Brasil as iniciativas EAD ganharam força a partir de 1990, com a adesão de diversas universidades para a formalização do sistema.

Em 1996, o MEC (Ministério da Educação) percebeu a necessidade de formalizar esse sistema. Foi então que criou uma legislação específica, assim como a SEED (Secretaria de Educação a Distância).

É a partir desta legislação que os cursos são oferecidos com certificado de ensino e qualidade garantida.

Veja Também: Cursos online gratuitos na Fundação Bradesco

Como funciona a educação a distância?

Basicamente, a educação a distância funciona dentro dos requisitos exigidos pela Lei 9.394, que é a legislação que cuida do sistema EAD.

De forma simples, para ser considerado um ensino a distância, os alunos e professores que participam daquele curso devem estar separados fisicamente ou temporalmente.

Portanto, qualquer curso que você aprende pela internet, por correspondência, por meio de livros, apostilas ou outros recursos que não exijam um local e horário específico para aprendizagem, pode ser considerado EAD.

Contudo, o mais comum atualmente é o ensino oferecido a partir de plataformas digitais que permitem uma maior interação do aluno com os conteúdos e professores.

Essa configuração é a mais utilizada por universidades, faculdades e outras instituições de ensino de grande responsabilidade.

E para que um curso possa ser ministrado no sistema EAD, há uma série de parâmetros que precisam ser seguidos para que o certificado emitido pela instituição seja válido.

Dentre esses parâmetros está a permissão para que determinados cursos sejam oferecidos no EAD, materiais que ofereçam o conteúdo completo para os alunos, métodos de avaliação para acompanhar o aprendizado e outras coisas.

Veja Também: Benefícios dos cursos online para a carreira

Qual é a importância do sistema EAD?

Uma das coisas mais importantes que o sistema EAD trouxe é a oportunidade de levar conhecimento para pessoas que moram longe, ou que não têm a mesma possibilidade de estudar em grandes instituições de ensino.

A educação a distância permite reduzir custos, já que não é necessário ter os custos de um espaço físico específico para as aulas e professores cumprindo uma determinada carga horária nas salas da instituição.

Com a possibilidade de gravar aulas e fornecer conteúdos digitais, esse custo ao ministrar os cursos reduz e permite que a mensalidade de uma graduação, por exemplo, seja mais acessível.

Portanto, o EAD é importante para que mais pessoas tenham acesso à educação de qualidade sem precisar estar em uma instituição de ensino fisicamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *