Veja como fazer a carteira de trabalho digital

COMPARTILHE
Carteira de trabalho digital

A carteira de trabalho digital é uma nova versão anunciada pelo Governo Federal para substituir o antigo documento feito em papel.

A finalidade é simplificar contratações e tornar os documentos essenciais dos brasileiros digitais, fáceis de serem acessados e dinâmicos.

A nova CTPS

A CTPS digital foi implementada desde setembro de 2019. No entanto, a versão digital da carteira de trabalho tem sido pensada pelo Ministério do Trabalho desde 2017.

Neste mesmo ano foi disponibilizado o aplicativo para acessar o modelo digital da carteira de trabalho.

Contudo, a carteira de trabalho digital só passou a valer a partir da data de anúncio do governo.

Por isso, agora a versão digital da carteira de trabalho tem a legalidade para substituir a CTPS em papel conforme a Lei da Liberdade Econômica, que foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Já a funcionalidade dessa carteira é bem simples e é sobre isso que falaremos nos tópicos a seguir.

Se você está pensando em aderir a essa nova versão digital, confira a seguir tudo que você precisa saber sobre a nova carteira de trabalho, incluindo as principais dúvidas, como usar, benefícios e muito mais.

Veja Também: Cartão Cidadão: para que serve?

Qual problema a carteira de trabalho digital resolve?

A versão digital da carteira de trabalho tem como finalidade integrar várias funcionalidades e facilitar o acesso às informações do trabalhador.

Há inúmeras vantagens, tanto para os trabalhadores quanto para as empresas em aderir à versão digital da CTPS.

O principal problema que essa nova versão resolve é a questão de integrar todas as informações trabalhistas sobre o empregador.

Sabe quando você precisava adquirir uma nova carteira de trabalho por não ter mais folha em branco? Agora você não precisa mais.

Com esse modelo da CTPS, basta acessá-la e conferir todas as informações trabalhistas do trabalhador.

Isso significa que:

  • Você não precisa mais emitir novos documentos a cada vez que sua carteira é preenchida.
  • Também não precisa mais se preocupar em carregar a carteira em uma entrevista de emprego.
  • Não correrá mais o risco de ter sua carteira perdida, ou qualquer problema deste tipo.

Quem tem direito à carteira de trabalho digital?

Todo cidadão brasileiro tem direito à carteira de trabalho digital. Mesmo aqueles que nunca trabalharam, por isso, nunca solicitaram a versão da CTPS em papel.

Todos os trabalhadores podem solicitar a versão digital da CTPS, independente se possui ou não a carteira de trabalho em papel em casa.

Isso significa que os trabalhadores registrados com carteira de trabalho, empregados domésticos, autônomos e qualquer outro cidadão que tenha interesse em adquirir a versão digital da CTPS pode solicitar.

Benefícios da carteira de trabalho digital

A nova versão da carteira de trabalho traz diversos benefícios, tanto para o trabalhador quanto para o empregador.

Entre os principais benefícios para ambos é a integração das informações trabalhistas do trabalhador, o que permite uma contratação mais simples, fácil e sempre à mão.

Para o trabalhador, os benefícios vão além da simplificação das contratações.

Com a carteira profissional na versão digital, o trabalhador não precisa carregar a carteira em papel e não corre o risco de perdê-la.

Nova carteira profissional
Carteira de trabalho digital vai simplificar contratações. Crédito da Imagem: Portal eSocial

Caso o papel se danifique com o tempo há o modelo digital com a mesma finalidade. Outro benefício é a possibilidade de acessar todas as experiências profissionais, férias e muito mais sobre o trabalhador através do aplicativo.

Já para o empregador, com a versão digital da carteira de trabalho é possível usar o eSocial para contratar o funcionário, além de poder analisar todas as experiências profissionais do trabalhador diretamente no aplicativo.

O que muda com a nova carteira de trabalho digital?

Há várias mudanças na utilização da carteira de trabalho digital, sendo a principal delas a facilidade em resolver questões trabalhistas do dia a dia do empregador.

No entanto, ambas as partes envolvidas sentiram algumas mudanças na forma de usar a CTPS.

Confira a seguir o que muda para o trabalhador e para o empregador.

O que muda para o trabalhador

Os trabalhadores perceberão, principalmente, a diferença na agilidade ao apresentar a nova CTPS, já que não precisa mais ser na versão em papel.

Com a versão digital da CTPS basta informar o número do CPF e o empregador já pode acessar as informações trabalhistas do trabalhador.

Além disso, com o CPF do trabalhador é possível realizar a contratação diretamente no aplicativo, tudo de forma digital.

Após habilitar a carteira digital, o trabalhador ainda terá todas as suas informações contratuais lançadas no sistema digital, o que facilitará bastante questões do dia a dia que envolvem trabalhador e empregador.

Outro ponto importante, que deve ser lembrado, é que a versão digital também poderá ser utilizada para facilitar o acesso às informações do trabalhador por meio de programas e direitos garantidos pela Previdência Social.

Isso significa que o documento terá a mesma validade para ser apresentado em órgãos do governo, como o INSS.

Emissão da carteira de trabalho
É importante manter a versão em papel da carteira de trabalho. Com o documento físico é possível comprovar dados que possam estar errados no sistema. Crédito da Imagem: Agência Brasília.

O que muda para o empregador

Como dito desde o início, a principal finalidade da carteira de trabalho digital é integrar informações sobre o trabalhador e simplificar contratações.

Sendo assim, as empresas notarão, principalmente, a facilidade em contratar novos funcionários, podendo usar o eSocial para contratações.

No entanto, é importante lembrar que a utilização do eSocial se aplica apenas as empresas que já utilizam esse sistema.

Nesse caso, não será preciso anotar informações na carteira de papel ou digital do trabalhador. Ao fazer a contratação, os dados são lançados automaticamente no sistema digital da CTPS.

No caso das empresas que não usam esse sistema, ainda é necessário utilizar a carteira de papel para anotar dados sobre a contratação do funcionário.

Como usar a carteira de trabalho digital?

O acesso à carteira de trabalho digital só ocorre após cadastro no sistema.

Esse cadastro deve ser realizado conforme as instruções a seguir:

  1. Acesse o site acesso.gov.br e clique em “crie sua conta“.
  2. Informe seus dados pessoais, clique em “não sou um robô” e depois aceite os termos de uso.
  3. Ao longo dessas telas, você terá que responder questões sobre sua experiência profissional para validar os dados.
  4. No final, o sistema irá gerar uma senha temporária para que você possa usá-la ao acessar pela primeira vez o aplicativo da CTPS.

Após se cadastrar, basta baixar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital que está disponível no iPhone e Android.

Você também pode acessar a versão digital da CTPS acessando este link.

Feito isso, o serviço estará habilitado e você poderá utilizar sua carteira de trabalho digital sempre que possível.

Telas do aplicativo da carteira de trabalho
Através do App o trabalhador pode acompanhar de modo facilitado a sua vida laboral, tendo acesso a dados pessoais e aos seus contratos de trabalho que estão registrados na Carteira de Trabalho e Previdência Social.

Por que manter a carteira de papel?

Ambos os documentos possuem a mesma legalidade, no entanto, é importante manter a versão em papel.

Isso porque com o documento físico é possível comprovar dados que possam estar errados no sistema.

Algumas empresas ainda solicitarão a CTPS física para fazer anotações e o trabalhador poderá utilizá-la em outras situações diferentes.

Embora a versão digital seja uma substituta a carteira profissional em papel, é recomendado ter às duas versões. Assim você consegue todos os benefícios da carteira de trabalho digital, mas mantém seus dados empregatícios a salvo.

Problemas mais comuns no acesso à carteira digital

Não conseguir acessar o aplicativo, dificuldade em gerar a senha para acesso da CTPS no app e dificuldade em se cadastrar no sistema, são os problemas mais comuns para acessar a carteira de trabalho digital.

Para esses problemas, o trabalhador poderá contar com o Ministério da Economia, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Basta recorrer a uma dessas unidades e solicitar o cadastramento na carteira digital. Para isso, tenha em mãos um smartphone com acesso à internet.

Dúvidas frequentes sobre a carteira de trabalho digital

O número da carteira muda?

A carteira de trabalho digital não utiliza o mesmo número da CTPS em papel, já que o número-chave para acesso é o CPF do trabalhador.

Sendo assim, não há mudanças nos número antigo. A versão digital apenas não utilizará esse número para identificar o usuário.

Como o empregador “assina” a carteira digital?

A contratação ocorre por meio do eSocial, para empresas que utilizam esse sistema. Basta inserir o CPF do trabalhador e realizar todos os processos dentro deste sistema.

Já no caso das empresas que não utilizam esse sistema, é preciso seguir com a contratação tradicional, que visa preenchimento da carteira de trabalho em papel.

Posso acompanhar as anotações na minha carteira digital?

Sim, basta acessar o aplicativo da CTPS ou entrar no site www.gov.br/trabalho para acompanhar as anotações da carteira de trabalho.

Eu preciso pagar alguma taxa para emitir minha carteira digital?

Não, a carteira de trabalho digital é totalmente gratuita.

Perdi minha carteira de trabalho antiga, posso solicitar a digital?

Sim, você só precisa realizar o seu cadastro no sistema, gerar uma senha provisória e acessar a CTPS através do aplicativo.

A carteira digital pode ser usada como documento de identificação?

Embora a carteira de trabalho digital tenha a função de substituir a versão em papel, ela não pode ser utilizada como identificação social.

A carteira digital tem como finalidade o acompanhamento das questões trabalhistas do trabalhador.

O empregador pode exigir a carteira de papel?

Sim, principalmente se ele não utiliza o sistema eSocial. Isso porque a carteira de papel ainda terá suas utilizações, como anotações de contratação conforme necessidade da empresa.

O que fazer se algum dado estiver incorreto?

Os sistemas responsáveis pelos dados da CTPS são atualizados constantemente, por isso, a maioria dos erros que aparecem no sistema são corrigidos automaticamente.

No entanto, caso o trabalhador encontre erros que não são corrigidos é preciso conversar com o empregador para avaliar as inconsistências nas informações cadastradas.

Quem nunca trabalhou ainda precisa tirar a carteira de papel? Tudo bem emitir só a digital?

Sim, pois algumas empresas precisarão da carteira de papel para realizar a contratação.

Sendo assim, é preciso emitir a versão em papel e aderir ao modelo digital, caso o trabalhador queira.

1 Response

  1. Luiza 07/07/2020 / 18:46

    Ótimo artigo. A carteira de trabalho digital resolve vários problemas que a versão em papel tinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *